Investimento em imobiliário comercial cresce 4% no 1º semestre

14 Ago

Investimento em imobiliário comercial cresce 4% no 1º semestre

Ao nível de investimento nos diferentes setores, hotéis e retalho lideram a tabela, captando 40% e 31%, respetivamente.

Nos primeiros seis meses do ano, foram transacionados cerca 740 milhões de euros, volume que representa um crescimento de 4% em relação ao período homólogo. Os dados da CBRE apontam a «uma performance particularmente notória, quando no primeiro semestre muitos dos países da Europa estão a verificar quedas no volume de investimento comercial entre 40% a 60% havendo poucas expectativas de que o cenário possa ter uma melhoria significativa até ao final do ano».

Foram concretizados, no primeiro semestre, cerca de 40 negócios em imobiliário comercial. O segundo trimestre foi «bastante mais forte», com um volume de investimento de 495 milhões de euros.

Hotéis e retalho lideram a tabela

Quando analisado o nível de investimento nos diferentes setores, hotéis e retalho lideram a tabela, captando 40% e 31% respetivamente. Estes dois setores deverão continuar a ser os grandes protagonistas do mercado de investimento, com a previsível conclusão de vários negócios com uma dimensão significativa, estando já em fase avançada ou mesmo em fase de conclusão.

Segue-se o setor de escritórios, que representou 15% do total de investimento, os alternativos com 9% e por fim, industrial, saúde e residencial. A CBRE destaca ainda que ocorreram duas grandes transações que são responsáveis por uma parte significativa da primeira metade do ano: transação dos hotéis Dom Pedro e a transação do portefólio Amália (50 supermercados), ambas com participação da CBRE.

A consultora acrescenta que, apesar da performance do primeiro semestre 2023 registar até um ligeiro crescimento face ao ano anterior, é muito provável que o volume total de investimento em imobiliário comercial em 2023 seja inferior ao do ano anterior, sendo expetável que o investimento total do ano venha a fechar abaixo dos 2.000 milhões de euros.

«Apesar do cenário macroeconómico, no qual sentimos maior precaução do lado dos investidores devido ao grau de incerteza, sentimos também que a confiança nos fundamentais do mercado português se manteve sólida. Na nossa equipa estamos muito orgulhosos por ter participado num total de 16 transações, nomeadamente em 4 das 5 transações mais relevantes do semestre. Deste modo, a CBRE alcançou uma quota de participação de mercado de 80% quando considerando o volume total de transações», salienta Nuno Nunes, Head of Capital Markets na CBRE Portugal.

Fonte: https://vidaimobiliaria.com/noticias/investimento/investimento-imobiliario-comercial-cresce-4-1o-semestre/